segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

ORIENTAÇÃO: O Portugal O' Meeting 2017 está em contagem decrescente.

À reconhecida qualidade organizativa da maior competição do calendário de Inverno da Orientação Mundial, juntam-se a excelência dos mapas e terrenos e o valor ambiental e patrimonial desta região. Garantidos estão quatro dias de competição ao mais alto nível, numa altura em que se encontram já inscritos atletas de 27 países.
 Repetindo a “receita” de 2011, os Municípios de Alter do Chão, Crato e Portalegre juntam as mãos, estreitando num abraço orientistas do Mundo inteiro. É a 22ª edição do Portugal O' Meeting, o grande evento de Inverno do calendário internacional, que de 25 a 28 de Fevereiro promete espalhar pelo Norte Alentejano o perfume da Orientação.
 À semelhança do que sucedeu em 2003 e em 2011, o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, nóvel coletividade matosinhense, voltou a merecer a confiança da Federação Portuguesa de Orientação para a organização do prestigiado evento. Trabalhado ao pormenor, o programa desta edição do POM tem para oferecer aos participantes duas etapas de Distância Média, nos dias 25 e 27, duas etapas de Distância Longa, nos dias 26 e 28, um Sprint noturno, igualmente no dia 25, e ainda uma etapa de Orientação de Precisão, na tarde do dia 26. As quatro etapas de floresta são pontuáveis para a Taça de Portugal Vitalis de Orientação Pedestre 2017 e o somatório de pontos alcançados em cada uma delas permitirá conhecer os vencedores dos 35 escalões de competição, quatro escalões de formação e quatro escalões abertos que integram o evento. Importa ainda relevar a importância da etapa do dia 27 de Fevereiro – muito adequadamente designada por “Norte Alentejano O' Meeeting” -, a qual é pontuável para o ranking da Federação Internacional de Orientação.
Balão de oxigénio para a economia local
Embora seja ainda cedo para indicar com segurança o nome daqueles que marcarão presença no evento, não será difícil prognosticar que a grande maioria dos melhores atletas mundiais rumará ao Alto Alentejo para a edição deste ano. As Suecas, Helena Jansson e Annika Billstam – esta última, a grande vencedora do POM 2016 -, a russa Svetlana Mironova, a britânica Catherine Taylor, a canadiana Emily Kemp, a ucraniana Nadiya Volynska, a finlandesa Marika Teini ou a bielorussa Anastasia Denisova, no lado das senhoras e, no lado dos homens, os noruegueses Olav Lundanes e Magne Dæhli, os suecos Gustav Bergman e Albin Ridefelt, os franceses Thierry Gueorgiou – vencedor do POM por cinco vezes, a última das quais em 2016 -, Frédéric Tranchand e Lucas Basset ou ainda o ucraniano Oleksandr Kratov, são apenas algumas das muitas estrelas da Orientação mundial que deram nos últimos anos a sua preferência ao Norte Alentejo e com as quais, por certo, nos voltaremos a cruzar.

Para já são estes os Países que já marcam presença:
Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, Croácia, Dinamarca, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Hungria, Irlanda, Itália, Japão, Letónia, Lituânia, Noruega, Polónia, Portugal, Rússia, Suíça, Suécia, Taiwan e Ucrânia.
Importa frisar ainda que a importância do Portugal O' Meeting 2017 não se resume ao vector competitivo. O Portugal O’ Meeting vai provocar um enorme incremento na economia regional, de acordo com as palavras de Fernando Costa, Diretor do Evento. A capacidade hoteleira da região regista já taxas de ocupação muito próximas dos 100% e toda a economia local, da restauração ao pequeno comércio, sentirão um forte impulso graças à realização deste evento.
Toda a informação em www.pom.pt
texto e foto de Joaquim Margarido

NISA: Espectáculo de humor com António Raminhos


AVIS - Encontros IDEA: Lançamento do Livro III

O Projeto IDEA realiza, no próximo dia 25 de janeiro, na Biblioteca Municipal “José Saramago”, o lançamento do Livro III “Dificuldades na Aprendizagem. Práticas de Avaliação e Intervenção”.
Resultado de uma síntese detalhada dos trabalhos apresentados e de outros desenvolvidos nos Encontros IDEA, o acrónimo de Investigação de Dificuldades para a Evolução e Aprendizagem, que por si só define o propósito da equipa: “investigar dificuldades para que haja evolução na aprendizagem”, vai decorrer, a partir das 14h30, numa sessão conduzida pela Prof.ª Dr.ª Maria Dulce Gonçalves.

A iniciativa, objetivada na divulgação e na partilha do trabalho desenvolvido por esta Equipa que tem por missão repensar a Escola, desenvolvendo e incentivando novas metodologias de avaliação e intervenção que a Todos (alunos, professores, comunidade científica e o próprio sistema educativo) ajudem a aprender mais e melhor, irá contar com o apoio do Município de Avis e da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa.

SERPA: Apresentação do 13º Festival "Terras sem Sombra"


CECHAP promove Tertúlia "Memórias com sabor a café - o Águias d'ouro"

Com a tertúlia "Memórias com sabor a café - O Águias d'Ouro", o grupo CIDADE - Cidadãos pela Defesa do Património de Estremoz dá início a um ciclo de tertúlias mensais.
Estes encontros pretendem debater a identidade, cultura, património e história da cidade de Estremoz sob o título "História, com estórias, em Estremoz".

O primeiro encontro acontece no sábado, 28 de Janeiro, às 17h00, no café Águia d'Ouro, em Estremoz.

sábado, 21 de janeiro de 2017

SERPA: Formação Hidroginástica I : Bases Fundamentais para o Ensino

No dia 28 de janeiro realiza-se em Serpa a Ação de Formação Hidroginástica - Bases Fundamentais para o ensino
das 10h00 às 17h00, no Pavilhão Carlos Pinhão e na Piscina Coberta.
A formação destina-se a técnicos de desporto, portadores de títulos profissionais de exercício físico e diretor técnico e estudantes de desporto, e será ministrada pela formadora Vânia Brandão Loureiro (professora IPBeja), valendo no sistema de créditos – 1UC, para renovação do TPTEF (Título Profissional de Técnico de Exercício Físico) e TPDT (Título Profissional de Diretor Técnico)
As inscrições decorrem até 26 janeiro, são gratuitas para residentes no concelho de Serpa, e para os restantes interessados têm o custo de 20 € . As inscrições efetuam-se através dos serviços online, e para tal é necessário fazer o registo no Portal do Munícipe.
A formação é promovida pelo Município de Serpa e conta com o apoio do Instituto Politécnico de Beja, Instituto Português do Desporto e da Juventude e da Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis.
A prática da Hidroginástica acontece num meio a que não estamos naturalmente habituados, exigindo um conhecimento e um conjunto de competências diferente das utilizadas no meio terrestre. Nesta formação poderá adquirir e consolidar conhecimentos que lhe permitam organizar as habilidades motoras na água, fomentando a aquisição de padrões de exercício que auxiliarão na construção e dinamização das aulas.
A sua experiência, enquanto profissional do exercício físico no meio aquático, será valorizada através do incremento dos conhecimentos teóricos, um fomento do domínio técnico e o desenvolvimento de competências profissionais fundamentais para a lecionação de aulas de hidroginástica, em diferentes populações.
A formação adquirida neste curso proporciona um conjunto de competências que permitem a participação em diversas áreas do mercado de trabalho, nomeadamente em clubes desportivos; em autarquias; nos domínios particulares da prática do exercício físico e nos domínios do turismo ocupacional (Ginásios e Health/Wellness Clubs, Clubes Desportivos, Câmaras Municipais, Piscinas, Hotéis, Campos de Férias, Praias, Parques de Campismo, Empresas de Turismo, entre outros).

AVIS: Programa AnimaSénior em todas as freguesias do concelho

Desenvolvida pelo Município de Avis, no âmbito do projeto municipal Animasénior, vai decorrer, entre os dias 17 e 26 de janeiro, em todas as Freguesias/Uniões de Freguesias do Concelho, envolvendo a participação de Séniores, utentes deste programa de Atividades Físicas, Criativas e Recreativas, e de todas as crianças do ensino Pré-Escolar e do 1.º Ciclo do Concelho de Avis.
A iniciativa, mais uma resposta municipal de promoção do envelhecimento ativo e das atividades intergeracionais, através da prática desportiva em grupo e da utilização dos recursos disponíveis, para benefício do bem-estar e da saúde, tem como objetivo a aproximação destas faixas etárias da população, proporcionando-lhes a possibilidade de usufruírem gratuitamente de uma atividade física, caraterizada por movimentos rítmicos de coordenação motora e fitness, que lhes permitirá desfrutar, simultaneamente, de momentos de verdadeira interação e socialização, partilha e animação que, certamente, irão contribuir para um amento dos seus índices de motivação, autoestima e satisfação pessoal.
Esta Aula de Aeróbica, onde a intergeracionalidade irá manifestar-se e mostrar o quanto a convivência entre os mais novos e os mais velhos é o futuro de uma sociedade equilibrada e feliz, vai contar com o apoio das Freguesias/Uniões de Freguesias do Concelho e do Agrupamento de Escolas de Avis.

PORTALEGRE: Festa tradicional do Porco


Antologia da Poesia Alentejana (1)

Aos trabalhadores da minha aldeia (1923)
Bendita, Senhor, bendita,
Bendita a terra que eu cavo.
Bendito o suor que verto
E mais a terra que eu lavro!

Lanço à terra a sementeira,
Lanço cantigas pró ar;
Cai o trigo sobre a terra
E a terra põe-se a rezar!

Nasce a seara, e depois
Sorri-se o meu coração;
Pelo ar andam cantigas
E a terra desfaz-se em pão!

O campo como verdeja!
E como é linda a verdura!
Se Deus quiser, este ano
Vai ser ano de fartura!

Que cevada! Benza-a Deus!
Oh que lindo milheiral!
Todo o campo está bonito,
Seja courela ou frajal!...

O lavrador da Apariça
É o maior do lugar;
Tem muito dinheiro seu
Mas dá dinheiro a ganhar.

O lavrador dos Barreiros
Tem uma seara de fama.
Vamos ter monda comprida,
Que a terra tem muita grama!

Cuidado com o balanço...
Parece trigo e não é.
Raparigas, não me deixem
De erva ruim nem um pé!

Já temos o trigo seco;
Não há água na ribeira.
Vai preparando o celeiro,
Que a cevada está na eira.

Ceifa bem e não me deixes
Muitas espigas para trás;
Uma espiga, outra espiga,
Quantas espigas não faz?!

Também é precisa a palha,
Faz-me baixo esse restolho.
Eu bem sei que tens namoro,
P´ra que me piscas o olho?

Já lá bateu o meio-dia;
O sol aquece, até cresta!
Lavrador, veja o relógio
Que já são horas da sesta.

O lavrador é bem rico,
Já comprou outra fazenda.
Ao menos dê-nos agora
Meia hora prá merenda.

Olha o Manuel do Curral
Que linda moreia tem!
Daqui a pouco está rico...
Trabalha, faz muito bem!

Lá pró ano que há-de vir,
Se eu tiver vida e saúde,
Hei-de recolher um moio;
Assim o Senhor me ajude!

Olha o trigo como roda
Por cima do calcadoiro!
Que bagos tão amarelos!
Té parece que são de oiro

Olha que já faz maré...
Vê o vento como ralha!
Mãos à pá e à forquilha;
Separa o trigo da palha.

Pelo moitão... fundiu bem;
Podes trazer o joeiro.
Daqui a pouco já temos
Todo o trigo no celeiro.

Traz-me o alqueire, ó rapaz;
Vê lá se sabes medir...
Não derrames; ninguém sabe
O tempo que está p´ra vir!
***************
Manuel Caetano de Sousa
(Quem Canta...., Faro, 1923)
Desenho de Manuel Ribeiro de Pavia

SINES- Jacarandá: Recital sobre poesia de Al Berto

Recital de poesia centrado na obra de Al Berto, com Pedro Lamares e Ana Isabel Dias.
Em 2017 completam-se 20 anos da morte do poeta Al Berto, figura principal da cultura em Sines e nome incontornável da poesia portuguesa contemporânea. Ao longo do ano, o Município de Sines irá evocar a memória do cidadão, dinamizador cultural e poeta do mundo através de um conjunto de realizações artísticas.
A abertura das comemorações ocorrerá com Pedro Lamares, um dos mais expressivos diseurs de poesia, apaixonado pela obra de Al Berto, através do qual se ligou a Sines. Acompanha-o a harpista Ana Isabel Dias.
Pedro Lamares (n. 1979) possui um vasto currículo no teatro, cinema e televisão. Na poesia, dedica-se à escolha e leitura em ciclos e recitais. Na televisão, atualmente apresenta e faz escolha e leitura de textos (com Filipa Leal) no programa Literatura Aqui, da RTP2.


Ana Isabel Dias (n. 1980) é uma das harpistas  portuguesas mais requisitadas, quer no circuito da música erudita, quer no da música popular. Integrou o grupo Madredeus, com quem gravou e atuou em vários países.
Horário: 21h30
Local: Centro de Artes de Sines - Auditório
Entidade: Câmara Municipal de Sines
Preço: 5,00 €

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Misericórdia de Avis tem Biblioteca Especializada em assuntos da 3ª Idade

A Santa Casa da Misericórdia de Avis (SCMA) vem por este meio divulgar a sua Biblioteca Técnica Especializada na 3ª Idade. Esta biblioteca foi financiada pelo Movimento Mais para Todos e tem como objetivo disponibilizar bibliografia técnica sobre a 3ª idade.
Num país onde a tendência demográfica é o envelhecimento da população e numa região onde essa tendência é ainda mais acentuada, a SCMA identificou a necessidade de uma biblioteca técnica sobre a 3ª idade, reunindo num só local bibliografia de diversas áreas (Medicina, Enfermagem, Motricidade Humana, Psicologia, Sociologia, Direito, Gerontologia, Serviço Social, Pedagogia e Animação Sociocultural), e disponibilizando uma bibliografia diversificada, abundante e de qualidade aos técnicos que diariamente trabalham com o público sénior.
Foi a partir desta necessidade que a SCMA se candidatou ao financiamento do Movimento Mais para Todos acabando por ser uma das vencedoras.
Sendo assim, a SCMA possui atualmente uma biblioteca técnica especializada na 3ª idade, com mais de 60 títulos de diversas áreas de conhecimento e de intervenção, que se encontra disponível para consulta.
O público-alvo desta biblioteca são os técnicos, os estudantes, os cuidadores formais e informais, os dirigentes de instituições e qualquer pessoa que tenha interesse pelas questões da 3ª idade.
A biblioteca está localizada no edifício sede da SCMA, na Praceta Nossa Senhora da Orada, em Avis, e está disponível mediante marcação prévia na secretaria da instituição ou através do telefone 242 412 534.
A lista dos livros encontra-se disponível no site da instituição, através da ligação: http://scmavis.pt/documentos/ficheiros/631_biblioteca3idade.pdf

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

SERPA: Feira do Queijo do Alentejo

No próximo dia 24 de janeiro, o município de Serpa faz a apresentação pública da 16ª edição da Feira do Queijo do Alentejo, no Museu Etnográfico de Serpa, às 11h30. Esta ação pretende dar a conhecer o Programa da Feira, os objetivos do certame e apresentar as diversas ações de promoção que vão decorrer até à abertura da Feira.
A Feira do Queijo do Alentejo realiza-se de 24 a 26 de fevereiro de 2017, no Pavilhão de Feiras e Exposições de Serpa. Mostra económica do melhor que se produz no concelho, com destaque para o queijo e as agroalimentares, onde estão também representados o artesanato, os produtos regionais, as tasquinhas com gastronomia típica e outras atividades ligadas ao mundo rural e à cultura e identidade local, tem vindo a aumentar a capacidade de atração de profissionais do setor, ao mesmo tempo que potencia e estimula o turismo no concelho, com o crescente número de visitantes que anualmente marcam presença.

Nesta edição, o certame terá maior área e maior número de produtores de queijo, estando confirmados queijos de Serpa, Évora, Nisa, Beira Baixa, Castelo Branco, Terrincho-Trás-os-Montes, Azeitão, Redondo, Borba, Estremoz, Rio de Moinhos, Serra da Estrela, Açores e Salamanca (Espanha). Salienta-se a forte presença do Cante Alentejano durante os três dias da Feira, as atividades de animação para o público mais jovem garantido no Espaço Brinca, as oficinas práticas relacionadas com a culinária e o queijo, as sessões de apresentação de projetos e programas relacionados com o desenvolvimento local, o Concurso de Melhor Queijo da Feira do Queijo e muitas outras oportunidades de experimentação e de diversão, que vão continuar a marcar o Programa da Feira.

ALANDROAL: V Concurso Poesia Popular "Décimas"


quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Ourique lança Agenda Cultural e Desportiva

A Câmara de Ourique acaba de lançar uma agenda cultural e desportiva, a “Ourique Vivo”. Segundo a autarquia, a publicação integra-se “numa estratégia de divulgação e de valorização das iniciativas que se realizam no concelho, por impulso do município, das freguesias e das uniões de freguesias ou em resultado do trabalho e da mobilização dos cidadãos, das associações, dos clubes, das coletividades e das instituições”. A “Ourique Vivo”, com distribuição gratuita e tiragem de 3 000 exemplares, terá uma periodicidade bimestral. A agenda municipal “tem a ambição de, pela divulgação da programação, concorrer para uma maior participação dos cidadãos nas iniciativas que decorrem um pouco por todo o município, num impulso decisivo de preservação das tradições, de dinamização das comunidades e de manifestação de novas expressões culturais, desportivas e de estilos de vida”, diz a autarquia. As entidades interessadas na divulgação das suas atividades no município de Ourique deverão enviar as informações a serem inseridas na publicação até ao dia 5 do mês anterior à publicação.

MORA: Palestra sobre Homeopatia na Casa da Cultura