terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Arraiolos mostra Máquinas de costura antigas

Exposição - Centro Interpretativo Mundo Rural Vimieiro
A máquina de costura foi uma das primeiras grandes invenções tecnológicas com aplicação no quotidiano das pessoas comuns. A ideia de costurar através de uma máquina surgiu ainda no século
XVIII. Inúmeros inventores desenvolveram projetos e patentearam novos modelos de máquinas de costura, contudo, nenhum deles se revelaria suficientemente prático para se generalizar o seu uso e comercialização.
Seria apenas em 1850, nos Estados Unidos da América, na cidade de Boston, que um mecânico, ator de teatro e inventor chamado Isaac Merrit Singer, desenvolveu uma ideia que consistia na substituição da agulha curva por uma reta, fazendo a lançadeira mover-se em vaivém e não em círculos, o que permitia a costura em qualquer sentido e não apenas em linha reta.
Isaac Singer registou a patente no dia 12 de agosto de 1851 e continuou a aperfeiçoar a sua máquina de costura até à data da sua morte, em 1875, criando ainda um pedal de acionamento e uma forma contínua de alimentação das rodas, conseguindo que as suas máquinas revolucionassem o milenar processo de recortar, modelar, armar e unir pedaços de tecidos para confeção de roupas.

De uma forma muito rápida a produção e aquisição de máquinas de costura Singer e de outras marcas que entretanto foram surgindo no mercado, principalmente alemãs, mas também portuguesas como a marca Oliva, cresceu exponencialmente por todo o mundo até ao ponto de quase todas as casas de família do século XX terem uma, onde se cosia e se dava largas à imaginação.